5 de out de 2009

Aos seus escândalos, eles me fazem bem.

Nesse mesmo instante, me encontro outra vez. O caminho que antes me trazia uma certa insegurança, hoje é trilhado em perfeita harmonia. Onde estão aqueles rostos distorcidos e aquele retrato já tão gasto que envelhecia por entre uma suja e velha moldura? Atiro um pedaço de papel sobre pilhas de roupas atiradas ao chão de nosso quarto. A bagunça me conforta. Mesmo quando tudo está tão vazio um pedaço de você caminha sobre está casa. Sinto seu suspiro, vejo seu sorriso por entre o vão da janela. Nada disso teria sentido sem você.