26 de nov de 2010

Shhh...

Ontem: Posso dizer que foi um dos dias mais longos da minha vida. Enfim, o famoso Thanksgiving chegou. Pessoas ao redor, o piano soava um pouco alto, qual é mesmo o plural de salto-alto? Eu gostei daquele molho. Minha dieta consistiu em eggplant e as distintas meatballs. "Não sou muito fã de iogurte", eu disse. O cochilo da tarde me fez pensar que já estavamos no dia seguinte.
Após me despertar um pouco assustado, lavei meu rosto e escolhi um casaco que fosse fácil de tirar. Acho que passei tanto tempo pensando em qual casaco vestir que acabei esquecendo de vestir minhas calças.

16 de nov de 2010

Enfim, está pronto.

Quatro horas escrevendo em Espanhol foi algo surpreendente. Depois disso, a única coisa que consigo escrever é meu nome. Vocês sabiam que o dinheiro do Equador é o dólar americano? Pois é, nem eu. Isso não faz o menor sentido. Espero que pelo menos amanhã, eu acorde com um bigode estilo Pancho Villa. Sem mais, o sono me chama. Buenas Noches.

10 de nov de 2010

Rewind

Uma vez pensei em relembrar meu dia o contando de trás para frente. Esbarrei na poltrona e acabei tropeçando durante a tarde. Minha memória nunca foi o meu forte. Demoro horrores para recordar nomes e o que fiz na semana passada. Por esse motivo, tenho um caderno com o nome e fotos de todas as pessoas que conheço. De fato, isso não é verdade. Às vezes acredito que não sei bem quem sou, por isso tenho me olhado no espelho com uma certa frequência. Movia meus pés num descompassado sentido anti-horário. A solidão nunca foi tão detalhada diante de mim.
Estavam todos sentados à mesa. Talheres de prata, pratos de plástico. O prato raso nunca foi tão fundo, as refeições pareciam retornáveis. Até mesmo as moscas se sentiam à vontade, saltitando com uma certa elegância. Risos e músicas vagavam por todos os lados.
Me lembro de você e do piano em frente à lareira. Algum dia, vou acrescentar simetria à esses quadros.

3 de nov de 2010

O que me faz continuar?

Após passar frio durante a noite, acordo com a minha cabeça mais limpa. A janela já está aberta, raios solares correm por entre pequenas redes. Levantou-me e lavo meu rosto, sei que ainda vou fazer isso mais umas dez vezes durante o dia. Não me sinto limpo, não sei. Hidratação, dieta balanceada, tenho que fazer algo que me faça sentir saudável novamente. Vejo um buraco na rua ao qual não consigo desviar. Tremor. Mesmo que não seja tão bom assim, vou continuar. Novas expectativas, quero ver se semana que vem tudo será igual novamente.