7 de dez de 2009

Creepylândia

Meu quarto revirado retrata algo "creepy" que está por vir. Sentirei falta de caminhar por entre sweaters e jeans atirados ao chão. Ouço um filme ao qual não assisto, passo o dia todo pensando em algo realmente digno à se escrever. Não conheço mais aquelas regras e coisas gramaticais, estou esquecendo minha língua nativa pouco à pouco, e não pareço fluente em mais nada. HAHAHA. Não que me sinta depressivo por isso, de fato, até soa um pouco cômico. Sinto náuseas misturando palavra por palavra, caderno por notebook e aquele burrito que não aguento mais ingerir. A vida naquele monótono colégio está se encontrando aos poucos. Parece que faço parte de um show só meu, e sinto que alguém me assiste. Ano que vem prometo mais viagens, um racionamento econômico e um livro pré-acabado. Não vou ser famoso, não vou comprar um Porsche, mas acho que o Mustang 76 "tá de bom tamanho". :P

3 de dez de 2009

Côncavo

Revivendo certo momentos nostálgicos, lembrei de hábitos aos quais me faltam, histórias que ainda não terminei de contar e, por fim, trilhas as quais jamais caminhei. Minha vida não tem um certo começo, acredito que a cada conquista, uma nova era se inicia. Novos obstáculos surgirão e toda aquela coisa de sempre. Não ouço mais as mesmas músicas, não toco guitarra, não leio. Mas faço uma porrada de coisas que me fazem seguir em frente e me dão minha vida de volta. Is that bullshit? Tire suas conclusões, acenda um cigarro, pegue um ônibus pra lugar nenhum, viaje e esqueça de tudo ao redor. Acampe, faça amigos, leia um livro, ESCREVA um livro. Rastros de minhas histórias inacabadas. Algumas páginas que por certo momento não me levavam a lugar nenhum. Estou em contagem regressiva, mas dessa vez não serei eu que vou partir.