30 de mai de 2009

Doce Paranóia.

Eu não faço mais nada além de caminhar descalço e ver minha meia branca mudar de cor. Um tempo ruim, cheguei em casa, doce paranóia. Parece que tudo voltou ao seu lugar. Correção. Minhas dores de cabeça estão cada vez mais presentes, minha face diante do espelho me sufoca. Quem eu sou, o que sou? Rejeição. Sempre pensei ter aquele ar de misterioso, sendo de fato um tanto interessante, porém o meu interesse não passou da introdução. The End Has No End. Eu não leio, eu não estudo, eu não faço parte do que pensei fazer parte. Um bando de gente, a gente ainda vai fazer sucesso. Escreva um livro, conte suas aventuras. Aumente um bocado, o exagero faz fama, por isso nunca pensei em ser famoso.

3 comentários:

Anônimo disse...

J.
Muito bom !

Teatro das Metamorfoses disse...

J.
Muito bom

.Liih. disse...

Vc é sempre tão lindo assim? aeuauea
=)
postei =)