12 de jan de 2009

Já vi este filme...

Retratos com cacos de vidros sugerem um final trágico. Notei, quando ouvi a porta bater enquanto esfregava meus olhos naquela fria manhã de segunda. Sim, ela havia partido, e não me disse à que horas nem em que dia pretendia voltar. Levantei rapidamente e corri até a janela. A vi pela última vez, acenando friamente, com uma enorme bagagem, e alguns cortes na sua mão esquerda. Segurava um retrato que representava uma história tão distante.

Um comentário:

Priii disse...

caramba :(