8 de nov de 2009

Onde tudo deu errado, um final quase acabado.

Tudo começa com alguma mentira, perguntas sem resposta e uma certa intolerância. Minhas costas ainda ardem, a dor da decepção ainda se torna maior. Como este veículo pode se desviar de rota com tanta frequência? A sensação estranha se reflete em histórias, conclusões e escolhas às quais devo fazer. Sei que nada é tão simples, sei que respeito é a lei e agora tenho certeza de que não sou daqui, não faço parte desse fluxo constante e utópico. Ainda tomo banho de água fria e como aquele frango congelado, que mais me parece comida para cachorro. HAHAHA. Eu broxei :P

Nenhum comentário: