21 de ago de 2009

O Viajante.

Não tenho um endereço fixo, passei pela mudança mais rápida de minha vida e minha quinta não foi nada além de carregar um Closet por duas quadras. Espero não ter que passar por isso semana que vem. Uma voz dentro de mim se sente confortável, enquanto uma outra, sem nome e sem identidade, insiste em me perturbar. Parece que encontrei meu talento, parece que encontrei meu lugar. Não crio muitas expectativas, pois no fim, tudo acaba dando errado. Tenho lido, tenho escrito. Estas coisas me completam e me fazem sentir útil. Lembrei do ônibus que não tomei, da carona que salvou alguns trocados e das sacolas e malas que carreguei. Meus braços ainda doem um pouco, minha mente está um pouco confusa. Cozinhei e não queimei nada. Acho que esse 21 de Agosto era o que me faltava. Trilha sonora do Babyshambles seguida por um soar de um martelo. Vejo meu rosto refletido por essa tela de computador.

Nenhum comentário: