17 de fev de 2012

Boneco de Neve


Seus lábios se movem, porém ruídos fazem sua fala quase incompreensível. Tirei algumas fotos sem foco e sentei no sofá. Dei-me conta de que o que faço de melhor é me atormentar por situações passadas. Ainda tenho medo de me apaixonar e, por esse motivo, o afastamento de determinadas ocasiões se torna inevitável. O microfone não tem cheiro nem gosto. Gostaria de ser excepcional em tudo para, enfim, poder recuperar o tempo que me foi roubado. "Adulto saudável e produtivo novamente". Você foi embora, eu fiquei só. Nenhuma alma ocupa essas cadeiras. Livros são alinhados em forma de coração. Qual era mesmo o último verso daquela canção? 2+2 ainda são 4, mas preferia que estivesse enganado.

"Podiam desnudar, nos mínimos detalhes, tudo quanto houvesse feito, dito ou pensado; mas o imo do coração, cujo funcionamento é um mistério para o próprio indivíduo, continuava inexpugnável." (George Orwell, 1984)

Nenhum comentário: